Serviços
Psicoterapia
- Crianças
- Adolescentes
- Adultos
- Casais
- Terapia Holística
- Pessoas com Deficiências
- Terapia para Estrangeiros
- Therapy for Foreigners
Orientação
- Pais
- Professores
Comunicação Corporal para:
   Graduação
   - Artes Cênicas
   - Licenciatura em Dança

   Pós Graduação
   - Psicopedagogia
   - Arte Terapia
   - Arte Educação
   - Educação Especial

Biodança e Dança Arquetípica
- A Biodança
- A Dança Arquetípica
Currículo & Contato
- Local Atendimento
- Mini-Currículo de Clínica
- Currículo Lattes
- Atendimento pela Internet
- Contato
Trabalhos Publicados
- Reprogramando a Emoção
- Psicanálise Holística
- De Volta ao Futuro
- O Arqueiro Zen na Psicoterapia
- Tornando-se Menino de Verdade
- Diálogo em Quadrinhos
- Dança para Autistas
- Dança Arquetípica
- A Biodança
- Biodança e Dança Teatro
- Dança para Cegos/Mestrado
- Biodança para Cegos/Monografia
- A Transdisciplinary Approach to Psychomotricity
 Biodança e Dança Teatro

PROJETO APRESENTADO NO XXVII ENCONTRO NORDESTINO DE BIODANZA
SET. 2016

DESENVOLVIDO NA FACULDADE PAULISTA DE ARTES

São Paulo Brasil
Entre 2004 e 2016

    PROF. MS. MARINA TSCHIPTSCHIN FRANCISCO
FACILITADORA DIDATA DE BIODANÇA


ANTECEDENTES

  • Fui bailarina clássica - formação na American Ballet Theater School
  • Abandonei o ballet – limitador de aspirações
  • Tornei-me Psicóloga Clínica
  • Retomei a dança há 17 anos
  • Criei a Dança Arquetípica – pesquisando os arquétipos junguianos em movimento
  • Conheci a Biodanza
  • Formação na Escola Paulista de Biodanza (término 2009)
  • Formação Didata em Biodanza (término em 2014)
  • Sou professora de Sensibilização à Memória Corporal na FPA
  • Há 13 anos
  • Para Licenciatura em Artes Cênicas (Teatro)
  • E Licenciatura em Dança
  • Monografia de Formação como Facilitadora – Biodanza para Cegos
  • Facilito um Grupo Semanal de Biodanza em São Paulo

  • DANÇA TEATRO

  • Raízes mais recentes
  • Raízes remotas no Teatro Grego Clássico
  • Tragédias e comédias acompanhadas pelo coro que cantava, tocava instrumentos e dançava
  • Isadora Duncan
  • Rudolph von Laban – Pina Bausch
  • Stanislavsky – Artaud – Grotowski
  • Butoh – Kazuo Ohno – Tadashi Suzuki

  • Conceitos centrais em tudo isso
  • O corpo fala
  • A memória celular expressa o Inconsciente
  • O não-verbal é mais eloquente que o verbal
  • Por isso, o movimento deve estar presente na expressão artística
  • BIODANZA E DANÇA TEATRO, objetivos em comum
  • Acessar a memória emocional
  • Os arquétipos - Inconsciente Coletivo
  • Os símbolos individuais - O Inconsciente Pessoal
  • Os potenciais expressivos
  • Os personagens que preexistem dentro de si

  • Resgatar o movimento humano como
  • Necessidade básica
  • Fonte de prazer
  • Fonte de saúde

  • Resgatar a integração psico-física
  • Devolvendo-nos ao que somos
  •  
  • Para os atores isso é fundamental
  • Encontrando um porto seguro onde podemos descansar
     
  • Nos reconhecendo em nossa essência
  •  
  • Ali podendo relaxar / porto seguro
  • IMPACTO INICIAL
  • Introdução em 2004 no Curso de Cênicas
  • Resposta imediata muito boa
  • Biodança produziu ressonâncias excelentes
     
  • Tocando, comovendo, intusiasmando
  •  
  • Ali podendo relaxar / porto seguro
  • Finalmente podiam expressar-se via não verbal
  •  
  • Permitindo a emergência do Corpo Inconsciente
  •  
  • Vivênciando a Memória Emocional da maneira mais direta
  •  
  • Dando consistência concreta à Filosofia de Stanislavsky
  •  
  • Explorando com prazer as 5 linhas de vivência:
  •  
  • vitalidade, sexualidade, criatividade, afetividade e transcendência
  •  
  • Encontrando dentro de si os personagens
  •  
  • bastando permitir que emerjam do Inconsciente

  • DIFERENCIAL DESSA ADAPTAÇÃO
  • O dramático tem muitas nuances
  •  
  • Nem sempre contempladas pela biodança
  •  
  • Que busca preferencialmente o lado luminoso da vida
  • Às vezes, nuances que vão às profundezas mais obscuras/pesadas
  • Exemplos: orgulho (Romeu e Julieta), ambição (Macbeth), sofrimento profundo (Hamlet)
  • Necessárias aos enredos
  • Pertinentes à natureza humana
  •  
  • Portanto, compõem a integração físico-psíquica pretendida pela Biodança

  • Outros benefícios da Biodança à Dança Teatro
  • Cada temática dramática propõe uma aula inteira
  •  
  • Cada tema configura um ciclo completo/ uma aula completa
  •  
  • Uma curva completa
  •  
  • Nesse ciclo, o aluno vivencia toda a trajetória do tema
  • Vai e volta pois

  •  
  • Permite que se vivencie os personagens e que se retorne ao equilíbrio
  • Esse retorno é essencial
  • É um retorno a cada vivência – finalizando com um abraço
  • Um retorno ao final do ciclo – resultante da própria curva da aula

  • Assim, o aluno tem uma experiência integradora
  • Que faz sentido na sua evolução como ser humano
  • Que ilumina o sentido da peça, apontando para níveis progressivos de integração humana
  •  
    Mais benefícios da Biodança à Dança Teatro
  • Autores mais evoluídos se ajustam melhor às propostas da Biodança
  • São autores que falam mais profundamente à natureza humana
  • Autores de visão mais ampla e profunda, capazes de transcender
     
  • Autores clássicos gregos
  •  
     
  • Shakespeare (tanto nas tragédias, quanto nas comédias)
  •  
  • No caso de autores com alcance menos abrangente
  • O próprio facilitadores pode encontrar a abrangência que falta
  • A partir disso, construir um enfoque que se adapte à Biodança
     
  • Encontrando ali aquilo que a Biodança privilegia: uma visão progressiva/otimista da vida
  •  
     
  • Assim construindo aulas/vivências que ajudem os alunos a localizarem seus personagens
  •  
  • Licenciatura em Dança
  • Tudo de Teatro lhes é dado, pois também são das Artes Cênicas
  • São mais resistentes à Biodança
  • Fixados em passos e coreografia
  • Dificuldade de se interiorizarem / de sentirem
  • Mas chegam lá. Quando compreendem, se entusiasmam
  •  
     
  • Diferencial importante para os alunos de Dança
  • Estudam as coreografias de ballets de repertório
  • E depois são conduzidos a vivenciarem, em aula de Biodança, os Arquétipos e potenciais expressivos implicados em cada coreografia
  •  
  • Exemplos: Lagos dos Cisnes, A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, Dom Quixote
  •  
     
    Em síntese
  • A Biodança tem uma grande contribuição às Artes Cênicas
  • Humaniza todas as temáticas
  • Permite que tudo seja vivenciado como integrante da trajetória humana
  • Ilumina o sentido maior de cada peça/ cada enredo / cada personagem
  •  
  • Propicia um trabalho em profundidade sobre cada tema / personagem
  •  
  • Coloca isso ao alcance de todos, empoderando-os através da afetividade
  •  
  • Os alunos relaxam e sua autoestima melhora muito
  • Tem o poder de tocar / comover / motivar/ entusiasmar
  • Tem o poder de sensibilizar ao universo interior implicado em cada proposta
  • Abre caminhos surpreendentes, totalmente novos, instigantes


  • O PRINCIPAL DESSES CAMINHOS É A GRANDE HUMANIZAÇÃO

    AGRADEÇO. ATÉ A PRÓXIMA
    Consulte sobre atividades